Nenhum produto no carrinho.

Mandrião

Direção Ascendente
     
3 Produto(s)
Promoção
Direção Ascendente
     
3 Produto(s)

A roupa de batizado mais antiga e tradicional que existe é o Mandrião.

É sabido que em alguns países e principalmente na Europa a maioria dos padres ainda fazem questão do uso do mandrião como roupa oficial para um batizado.

A peça normalmente é branca para simbolizar a ligação entre o Recém-nascido e o Sagrado. Mas também são usados mandriões em cores marfim e off White.

A história dessa peça de roupa é que ela é passada de geração em geração e normalmente foi usada pela avó ou avô, mãe ou pai e tios e depois pelo próprio bebê e seus irmãos. Cada integrante da família tem seu nome bordado na roupa e assim cria-se uma história familiar em cima dessa peça de roupa.

O mandrião, geralmente, é uma roupa unissex e que ultrapassa a questão do modismo. É um tipo de vestido bem longo que chega quase ao chão quando o bebê está no colo da mãe ou da madrinha. Vem acompanhado de uma touquinha e tem um estilo bem retrô.

A peça voltou a fazer sucesso no Brasil após o batismo do príncipe George que usou um lindo mandrião em seu batizado real e que também foi usado depois por sua irmã Charlotte e depois seu irmão Louis. No caso da realeza inglesa, essa tradição já perdura por décadas.

O trio de príncipes se utilizaram de uma réplica especialmente encomendada pela bisavó Rainha Elizabeth. O verdadeiro mandrião em cetim e renda foi usado em 1841 pela então filha primogênita da Rainha Victória e depois pelo vovô Príncipe Charles.

Essa tradição ficou esquecida por anos aqui no Brasil, mas agora a moda voltou com tudo e temos visto muitos batizados com cerimônias elegantes e bebês se utilizando de mandriões para criar uma nova história de suas famílias.

Escolha para o batizado do seu bebê a peça que mais combina com seu estilo e de sua família.